Eu até percebo que se possa perder uma mãozinha. Gajo que roube um queijo fresco na Indonésia, pode dizer adeus à mão (com a outra que sobra). Que um gajo perca um bracinho, eu também percebo. Num minuto estamos a meter lenha numa debulhadora, passa uma carrinha da Family Frost que nos distrai com aquela música de merda… zau! Lá se vai o bracinho e só vamos poder comer geladinhos de cone a partir daí.

Agora… os dois braços? Não me lixem! Pessoa que perde os dois braços, alguma fez. “Ah Ruim, estás a ser estúpido e a fazer pouco de quem não tem braços”. Não estou! Estou finalmente a dar uma chapada sem mão (tal como eles) a esse grupo, que de longe parecem dildos com roupa. E mesmo que esteja a dar? Eles não podem vir aqui comentar, não conseguem escrever. Nem fazer likes. Aliás deve ser deprimente não ter braços e ver uma mãozinha azul em tudo o que é sítio aqui.

 

Deus não foi meigo com uma pessoa que nasceu sem braços, mas mesmo que tenha sido um acidente a ceifar as tenazes de um gajo, desde quando é que há um azar que te leve os dois braços? Expliquem-me. Expliquem-me como é que alguém que perdeu os dois braços não fez por isso? Um tigre arrancou-lhe os braços? Um urso? A alimentar piranhas com entremeadas? Ia a andar e caiu com os dois braços num poço de serras eléctricas? Não há vitimas aqui. Vitimas são as pessoas que têm um braço porque perderam o outro num acidente, ou numa doença (uma qualquer que te caia um braço, tipo lepra ou ires às urgências em Portugal). Pena? Do quê?! Ter alguém para me limpar o cu, pôr a mijar, abrir-me as portas, tocar-me ao bicho e fazer-me o jantar? Uns chamam sina, eu chamo céu. Eu só não arranco os meus braços porque não quero pôr Via Verde, não confio nessa merda (claro que eles têm Via Verde, de que outra maneira pagam a portagem? Com os pés?)

Está na hora de alguém pôr esta gente no lugar e eu assumo-me como bimanetofóbico. Não gosto. Longe de mim. Mas de onde é que vem este ódio todo por pessoas sem braços? Simples. Há um gajo sem braços que apanha o Fertagus. O menino tem tudo. Lugar para o carro, tem quem lhe meta o gorrinho na cabeça, quem lhe dê o café à boca e o pior de tudo é que quando o comboio trava, ele como não tem onde se agarrar, faz das pessoas pinos de bowling (logo ele que se parece um). Longe de mim! Vade retro, bicho demoníaco! Alguém que concorda comigo meta o braço no ar. Quem não consegue, pode ir pentear macacos se conseguir.

Costuma dizer-se “é tudo brincadeira até alguém perder um braço”. Pois. Um. Não dois.

Isto é Darwinismo puro.

T-shirts

t shirts do ruim

T-shirts do Ruim na loja online do Cão Azul.

COMPRAR T-SHIRTS

O Livro do Ruim

livro do ruim

A compilação dos melhores textos da página e com prefácio do não tão conhecido Quimera.

COMPRAR O LIVRO

Quem?

ruim o rui conceicao

O auto-proclamado autor, guionista, blogger e comediante.