#pobreza

  • Existe um fenómeno comum a todos que anda a tirar-me horas de sono há anos e ninguém fala nisto por vergonha ou simplesmente agora é tudo refugiados e não há mais problemas no mundo: as mesas com o lanchinho ajantarado dos aniversários caseiros. Aquelas que o anfitrião perdeu 10 minutos a fazer, sabem? Aquelas ornamentadas por pratos da mais requintada baixela de plástico contendo uma oferta variada de fritos, sandes mistas de triângulo sem manteiga (isto é um ultraje), batatas fritas de pacote, dois tipos de paté caseiro acompanhados de tostas a saber a mofo porque abriram o pacote há 3 meses, um mix de frutos secos e os mais abastados costumam complementar a oferta com frango frio, fatias de carne assada e salada de feijão frade com atum.Existe um fenómeno comum a todos que anda a tirar-me horas de sono há anos e ninguém fala nisto por vergonha ou simplesmente agora é tudo refugiados e não há mais problemas no mundo: as mesas com o lanchinho ajantarado dos aniversários caseiros.

    ...
  • Não é todos os dias que um gajo te tira completamente do sério apenas por existir a menos de 2 metros de ti. Ele não me fez mal, não me disse nada ou olhou para mim. Ele apenas existiu ali no mesmo espaço que eu e tudo o que era sentimentos negativos de raiva pura corriam pelo meu sistema nervoso. Jantei numa tasca em Entrecampos com a cara-metade sob recomendação de terceiros. Espaço iluminado, boa carta, preço a condizer, bla bla bla. Não foi nem dois segundos que meto o pé lá dentro e oiço um vozeirão junto da única mesa disponível:

    "AND SO, THIS IS HOW I LIKE MY COD. YOU KNOW WHAT COD IS? COD IS THE BEST. WE LOVE COD HERE IN PORTUGAL"

    Chamar de cromo é redutor porque isto era uma caderneta da Panini daquelas que se conseguia acabar. Um rapaz pouco mais novo que eu com cabelo pelos ombros e óculos, descrevia alegremente todos os pratos e particularidades da nossa gastronomia a duas (julgo eu) holandesas ou francesas. Eu sou

    ...
  • Aqueles gajos que entram num café e dizem BOOOOM DIAAAA ao café inteiro e olham para todos a ver se estão a olhar para eles. Mas podiam parar por aqui? Óbvio que não. Ao aproximarem-se do balcão, tratam normalmente a funcionária pelo nome e fazem questão de voltar a ligar o megafone a fazer o pedido e com uma piada de 1996 pelo meio. Mas podiam parar por aqui? Óbvio que não. Porque enquanto os atendem, ainda fazem questão de continuar a dar conversa à funcionária. E ao café todo, porque isto é a casa dele e nós temos todos de gramar com um palhaço de serviço a uma segunda de manhã tendo acordado há menos de 20 minutos. E os outros que se fodam, porque as piadinhas continuam enquanto a funcionária tenta nos servir o mais rápido possível e solta uns risos abafados e uns "pois é, sr. Armando".

    Aqueles gajos... Estes gajos...

    São uns filhos da puta.

  • Carro novo:

    "Bom, pessoal... quero tudo a descalçar-se à entrada. Tenho pantufas individuais para cada um. Os maços de tabaco serão recolhidos para dentro de um saco e devolvidos no final. Serão também distribuídas toalhitas individuais para se poderem sentar e... Sandra... tu não podes ir. És gorda e isso pode afectar a suspensão. Caso pretendam abrir a janela, pedem-me, eu encosto o carro à berma e vou aí atrás abrir a mesma.

    Agradecia que mantivessem um volume aceitável a conversar, dado que os vidros são muito sensíveis."

    Carro "novo" passado uns anos:

    "Cinzeiro? Nada disso, apaga nos bancos! Também como isto já está. Quem for mais friorento tem aí uma toalha de praia na mala, por debaixo do pneu furado e pode aquecer-se. Sim, um dia eu meto uma janela aí... mas também como isto já está.

    Pessoal, caso seja preciso fazer uma travagem de emergência, vamos todos encostar os pés ao chão ao mesmo tempo, ok? Bora equipa!"

  • Não há nada mais deprimente numa empresa do que a "fila da marmita" para o microondas. Pobre adora meter o seu "arroz de salsicha" no micro, regular aquilo para 850 watts e ficar a contemplar com os olhos o carrossel mágico. PLIM. "Está frio, vou aquecer mais um pouco", os outros pobres reclamam e ainda cagam umas postas de pescada sobre a melhor técnica de aquecimento.

    No final, o grande Concílio dos Pobres forma-se à volta da mesa e o mais novato é eleito como aguadeiro para os restantes.

    Toalha de papel. Arroz de salsicha semi-frio. Copo de água.

    Amen.

  • Pobre anda de autocarro, mas gosta de o fazer com "estilo". Qualquer autocarro da Carris é uma sala de estar para o típico pobre, pois é c#ralhada de meia noite e f#da-se de vinte para as seis, esteja quem estiver ao lado. Estou a bordo do 758 a caminho do Príncipe Real em pleno momento David Attenborough da fauna pobral: três pobres discutem entre si qual dos cartões que têm na carteira é o mais bonito. Exactamente isso que ouviram. Pobre adora discutir a beleza de cartões de plástico nos transportes públicos. Mas não é isso que eles estão apenas a fazer, não é? Nada disso. Pobre não perde uma chance de se gabar do número de cartões que tem na carteira. Os cartões de plástico são os Pokemons dos pobres #pobremons. Um deles deve ter tanta merda na carteira que ao guardá-la no bolso de trás das calças, ficou inclinado como a torre de Pisa. Mas ali vão eles os três todos contentes da vida e "olha este do Barklais, Nelo. É mesmo giro, pá. Mais giro que o teu do Continente!"

    E

    ...
  • Atenção, pobretada. Tirem os vossos óculos Rai Bam para conseguirem ler melhor! Amanhã é o Black Friday, também conhecido como o 25 de Abril da pobreza. Milhares de artigos que não precisam a preços que não podem pagar, mas pobre que é pobre vai ter de levar dois LED de 2400 cm para ver o Canal Hollywood no seu T0-1. O pobre, em toda a sua pobritude, já começou a fazer contas à vida e fez a sua lista de prioridades deste fim do mês:Atenção, pobretada. Tirem os vossos óculos Rai Bam para conseguirem ler melhor! Amanhã é o Black Friday, também conhecido como o 25 de Abril da pobreza. Milhares de artigos que não precisam a preços que não podem pagar, mas pobre que é pobre vai ter de levar dois LED de 2400 cm para ver o Canal Hollywood no seu T0-1. O pobre, em toda a sua pobritude, já começou a fazer contas à vida e fez a sua lista de prioridades deste fim do mês.

  • "Pessoal, faço anos dia 6 e gostava de contar com a presença de todos. Ainda não decidi o sítio"."Pessoal, faço anos dia 6 e gostava de contar com a presença de todos. Ainda não decidi o sítio".

    50 convidados. 10 talvez. 20 não podem ir. 20 fingem que não é nada com eles.

    "Pessoal, temos aqui dois sítios. Um é 20€ com bebidas à discrição e outro é 18€ mas sem as bebidas. Como querem fazer?

    40 convidados (foi bloqueado por 10). 30 não podem ir. 10 talvez.

    "Pessoal, temos também a Tasca do Fanã. 8€ com tudo incluído."

    30 convidados (outros 10 à vida). 30 não podem ir.

    "Tenho aqui uma embalagem de Panrico e um pacote de manteiga. Podem trazer uns quantos iogurtes?"

    30 convidados. 20 podem ir. 10 talvez.

    "F#DA-SE, EU OFEREÇO OS IOGURTES!"

    30 convidados. 30 podem ir.

  • Daqui fala Capitão Teso.Daqui fala Capitão Teso.

    Passaram-se dez dias desde "O Evento". Eu e toda a guarnição da "USS Julgamos Que Somos Ricos" vivemos uma noite de abundância no Planeta Passagem de Ano. Estamos em rota para o Planeta Fim do Mês e prevemos chegar dentro de dia 20 anos-luz. Não pensámos que esta escassez de recursos pudesse acontecer. O meu oficial-médico Tiago bem avisou. "Vais mesmo abrir essa garrafa? Ainda há pouco estavas a reclamar que gastaste 3€ num parque de estacionamento!". Éramos jovens. Loucos. Felizmente que hoje em dia somos pessoas diferentes e aprendemos a dar valor ao que mais importa: água, alimentação, electricidade e gás. Estamos a pão e água durante esta viagem. A tabaco de enrolar. Recusamos convites para jantar com a desculpa de "já tinha uma cena combinada!". Por cena, entenda-se ficar em posição fetal no sofá a lamber migalhas de bolachas. O caminho é longo, mas a nossa vontade em prosseguir é maior. Estamos juntos até ao final

    ...

T-shirts

t shirts do ruim

T-shirts do Ruim na loja online do Cão Azul.

COMPRAR T-SHIRTS

O Livro do Ruim

livro do ruim

A compilação dos melhores textos da página e com prefácio do não tão conhecido Quimera.

COMPRAR O LIVRO

Quem?

ruim o rui conceicao

O auto-proclamado autor, guionista, blogger e comediante.